terça-feira, abril 21, 2015

-insira seu título aqui-

Acho que não precisa de legenda .-.




sexta-feira, abril 17, 2015

Segundo Teaser de Star Wars

Saiu ontem o segundo teaser oficial da sequencia de Star Wars :)

sexta-feira, abril 03, 2015

Sylvain Chomet + Stromae

Lançado essa semana o mais recente clipe do rapper belga Stromae critica as redes sociais e essa dependência que as pessoas sofrem de estar conectados a todo momento.

O clipe é dirigido pelo aclamado ilustrador e diretor Sylvain Chomet s2 (As Bicicletas de Belleville, O Mágico). Com os traços característicos de Chomet, o vídeo usa o pássaro do Twitter como símbolo para demonstrar como as redes sociais isolam as pessoas do mundo ao seu redor sem que essas percebam. E em meio a solidão e a decandência a nossa única preocupação é postar mais uma selfie.
A crítica é genial e certamente alcança as expectativas geradas de uma parceria tão incrível.



quinta-feira, abril 02, 2015

A mídia e os padrões de beleza

Nesse último ano eu tive que fazer um trabalho falando sobre a influência da mídia nos padrões de beleza. Pesquisei muuito e assisti altos documentários para conseguir fazer um bom trabalho, acho que funcionou (10/10 uhul). A conclusão a seguir eu fiz com base em um filme muito bom (que eu posto sobre em um outro momento..)

Garotas recebem desde cedo a mensagem de que o mais importante é a aparência, através de filmes de princesas que no final acabam felizes para sempre pois arranjaram um homem, através de Barbies e bonecas perfeitas, celebridades lindas e polêmicas. Assim, elas acham que esse é o valor de tudo isso.
Os garotos acham que isso que importa também. Desde cedo assistem filmes, anúncios de televisão, clipes de música e jogam videogames com mulheres tachadas de 'gostosas'.
Todas essas imagens que a mídia passa, de mulheres com o corpo, cabelo e rosto "ideais", traz toda uma pressão para as garotas. Uma vez que elas se sentem fora do padrão imposto, essa falsa idéia de "mulher perfeita", a qual todos passam a acreditar que existe.
Tudo isso é pois vivemos em um mundo comercial. A economia política da mídia tem que se manter em alta. Muitos anúncios são baseados em fazer com que o consumidor se sinta inseguro. Para os homens é a necessidade de ter um bom status, para isso servem as propagandas de carros potentes, etc. Já para as mulheres é a ideia de que você nunca será bonita o suficiente, por isso gastam fortunas com salões de beleza, maquiagens, plásticas, academias...
Precisamos quebrar isso. Garotas: nós somos objetificadas. Tratam-nos como "coisas" e todos sabem disso, porém ninguém se mexe para mudar nada. Essa pressão que todas nós sentimos de ter que fazer/vestir algo que não nos agrada tem que parar. Então se você não gosta de se depilar, não se depile. Se você gosta de se depilar, se depile, por exemplo. Mas haja por você, não pelos outros. 
Nosso corpo é muito mais que uma máquina a ser moldada pelo o que os outros impõe que é bonito ou feio. Nós somos donos de nosso próprio corpo e devemos fazer o que bem entendermos com ele. Se você acha que está acima do peso ou que seu nariz é feio, lembre-se do conceito de beleza, que é algo inteiramente pessoal. O que é bonito para um, pode não ser pra outro. A beleza de cada um consiste na sua individualidade, e é essa sua essência. 
(:

Roberto Carlos narrando vidas

De uns tempos pra cá eu estava lembrando de como era bom escrever no blog e ter esse "escape" virtual pra meio que desabafar e compartilhar coisas com outras pessoas.

Há uns 4 ou 5 anos atrás eu vivia nessa função de pensar o que escrever todos os dias no blog e estar sempre procurando novas informações e criando novas ideias pra publicar aqui, e era muito bom.

Aí me deparei pensando esses dias o motivo pelo qual eu parei com isso. Falta de tempo? Nah... Acho que essa é a desculpa mais esfarrapada que todo ser humano pode arrumar pra justificar o porquê de não fazer algo.

Eu também poderia culpar o colégio, os estudos. Poderia culpar a própria internet: "Ah, com as redes sociais todos ficaram mais alienados e seus interesses mudaram...". Poderia culpar qualquer coisa. Mas certamente isso não seria justo. Acho que a principal causa fui eu mesma. Com certeza os estudos e as redes sociais contribuíram com a minha ausência, mas a responsável por isso sou eu.

Uma das minhas metas é saber administrar meu tempo, então acho que voltar pro blog vai ser um bom exercício pra isso c:

Espero realmente que meus leitores voltem aos poucos e que novos leitores apareçam também. Porque dividir um pouco do meu mundinho com vocês é muito bom.

Ah, e eu peço que vocês desconsiderem um pouco as minhas últimas postagens haha Considerando que eu era bem mais nova, eu posso afirmar com certeza que a minha cabeça mudou TOTALMENTE desde 2013, então por favor não construam A Pilar em suas cabeças com base nas minhas postagens antigas, obg. (Sério cara, tem muita coisa ruim aqui no blog haha mas eu tenho ele desde 2006, então eu não ter saco pra apagar tudo que não presta, porque querendo ou não, fez parte da minha infância ~~~eu tinha 8 anos~~)

Enfim, acho que é isso (:







#eu #voltei #agora #pra #ficar hdksjhw

sexta-feira, dezembro 20, 2013

Despoluir Rios Urbanos

Oito cidades mostram ao Brasil que é possível despoluir rios urbanos.


Do portal EcoD
O crescimento desordenado das cidades, somado ao descaso do poder público e à falta de consciência da população, fazem com que boa parte dos rios urbanos do Brasil mais pareçam a extensão das lixeiras. A falta de tratamento de esgoto e o descarte de poluentes industriais são os grandes vilões para esse quadro.
Atualmente, os 500 maiores rios do planeta enfrentam problemas com a poluição, segundo dados da Comissão Mundial de Águas. Contudo, diversas cidades conseguiram transformar seus rios mortos em belos retratos de cartão-postal, como Paris e Londres, integrando-os à sua vida econômica e social. A Exame listou alguns exemplos que podem inspirar as autoridades brasileiras para que alcancemos os mesmos resultados.
1. Rio Sena, Paris (França)
O Sena, em Paris, foi degradado por conta da poluição industrial, situação comum a outros rios europeus. Neste caso, porém houve um agravante: o recebimento de esgoto doméstico.
O Tâmisa tem quase 350 km de extensão e um longo histórico de poluição. As águas deixaram de ser consideradas potáveis ainda em 1610, por conta da falta de saneamento básico da Inglaterra. Ocorriam até mesmo mortes por cólera. Em 1858, no entanto, reuniões parlamentares precisaram ser suspensas por conta do mau cheiro das águas, o que levou os governantes a resgatar a vida do rio apelidado como “Grande fedor”.
Para despoluir o famoso rio de Lisboa foram investidos 800 milhões de euros. A revitalização, que se encerrou em 2012, incluiu obras de saneamento e renovação da rede de distribuição de águas e esgotos, visto que os dejetos eram depositados diretamente nas águas do rio. Foram beneficiados com o projeto 3,6 milhões de habitantes.
Pode parecer mentira, mas os 5,8 km do rio que corta a grande metrópole de Seul foram totalmente revitalizados em apenas quatro anos. Hoje ele conta com cascatas, fontes, peixes e é ponto de encontro de crianças e jovens.
Formado pela confluência dos rios Namhan e Bukhan, ele passa por Seul e se junta ao rio Imjin, que em seguida deságua no Mar Amarelo. Com 514 km de extensão, sendo 320 navegáveis, o rio sempre teve papel fundamental para o desenvolvimento da região, visto que era fonte para a agricultura e o comércio, além de ajudar na atividade industrial e na geração de energia elétrica.
Com cerca de 1,3 mil km de extensão, o rio nasce nos Alpes Suíços e banha seis países europeus até desaguar no Mar do Norte, na Holanda. Durante muitos anos recebeu dejetos de zonas industrias, o que o levou a ser conhecido, em 1970, como a cloaca a céu aberto da Europa.
Localizado no estado de Ohio, ele conta com 160 km de extensão, passando pelo Parque Nacional do Vale Cuyahoga e desaguando no Lago Eire. Hoje ele é parte fundamental do ecossistema da região, sendo lar e fonte de sustento de diversos animais. No entanto, a história era bem diferente em um passado não muito distante.
Provavelmente você conhece a capital dinamarquesa por ser referência no assunto meio ambiente. Hoje ela possui uma meta muito clara: quer chegar em 2025 como a capital a primeira capital do mundo a neutralizar suas emissões de carbono.

Por conta de seu estado lastimável, desde a década de 1920 o Sena é alvo de preocupações ambientais. Mas foi apenas em 1960 que os franceses passaram a investir na revitalização do local construindo estações de tratamento de esgoto. Hoje já existem 30 espécies de peixes no rio, mas o processo para que isso acontecesse foi lento.
No começo, havia apenas 11 estações em funcionamento. Em 2008 já eram duas mil, mas a meta é que em 2015 o rio já esteja 100% despoluído. Como parte do processo de tratamento de esgoto, o governo criou leis que multam fábricas e empresas que despejarem substâncias nas águas. Além disso, há um incentivo entre 100 e 150 euros por hectare para que agricultores que vivem às margens do rio não o poluam.
2. Rio Tâmisa, Londres (Reino Unido)
Na época foi colocado em prática uma alternativa sem êxito, já que o sistema que coletava o esgoto despejava os dejetos recolhidos no rio a certa distância abaixo da cidade. Apenas entre 1964 e 1984 novas ações de revitalização surtiram efeito. Foram criadas duas estações de tratamento de esgoto com investimentos de 200 milhões de libras. Quinze anos depois, um incinerador passou a dar destino aos sedimentos vindos do tratamento das águas, gerando energia para as duas estações. Fora isso, hoje dois barcos percorrem o Tâmisa de segunda a sexta e retiram 30 toneladas de lixo por dia.
3. Rio Tejo, Lisboa (Portugal)
O Tejo é o maior rio da Europa ocidental e passou a ser despoluído com a criação da Reserva Natural do Estuário do Tejo, em 2000. O plano envolveu a construção de infraestrutura de saneamento de águas residuais e renovação de condutas de abastecimento de água. Hoje, até golfinhos voltaram a saltar nas águas do rio europeu.
4. Rio Cheonggyecheon, Seul (Coreia do Sul)
Seu renascimento começou em julho de 2003, quando o governo da cidade implodiu um enorme viaduto (com cerca de 620 mil toneladas de concreto) que ficava sobre o rio e começou, em paralelo, um grande projeto de nova política de transporte público e construiu diversos parques lineares, ampliando a quantidade de áreas verdes nas ruas para uma cidade sustentável. Todo o processo teve um investimento de 370 milhões de dólares.
Com as melhorias ambientais, a temperatura em Seul diminuiu 3,6°C, além de haver melhorias econômicas para a cidade. O rio sul-coreano era responsável pela drenagem das águas da metrópole com mais de 10 milhões de habitantes quando seu leito se tornou poluído. Hoje, as águas que correm por lá são bombeadas do Rio Han, outro que passou pelo processo de despoluição.
5. Rio Han, Seul (Coreia do Sul)
No entanto, o Rio Han sofreu grande degradação durante a Segunda Gerra Mundial e Guerra da Coreia, além de receber o despejo de esgoto.
Mas, em 1998, com o plano de Desenvolvimento e Implementação de Gestão da Qualidade da Água, o local mudou o seu destino. Com a revitalização do rio Cheonggyecheon, o Han também passou por mudanças e hoje é considerado limpo e já tem algumas espécies de peixe. O governo tem em prática, inclusive, o projeto Han Renaissance, que tem por objetivo revitalizar 12 parques à beira do rio.
6. Rio Reno, várias cidades da Europa
Um dos principais casos de contaminação aconteceu em 1986, quando 20 toneladas de substâncias altamente tóxicas foram despejadas no rio por uma empresa suíça. Com o ocorrido, o governos das cidades banhadas pelo Reno se reuniram e criaram o Programa de Ação para o Reno em 1987, investindo mais de 15 bilhões de dólares em sua recuperação, que contou com a construção de estações de tratamento de água monitorado. O resultado são 95% dos esgotos das empresas tratados e a existência de 63 espécies de peixes vivendo por ali hoje.
7. Rio Cuyahoga, Cleveland (Estados Unidos)
Devido à atividade industrial maciça e o esgoto residencial da região entre Akron e Cleveland, o rio era bastante poluído. Para piorar a situação, em junho de 1969, uma mancha de óleo e outros produtos químicos incendiaram o rio. Por conta desses fatores, em 1970 foi assinado o Ato Nacional de Proteção Ambiental, que viabilizou a criação do Ato Água Limpa, em 1972, estipulando que todos os rios do país deveriam ser apropriados para a vida aquática e para o lazer humano.
Assim, Cleveland investiu mais de 3,5 bilhões de dólares para a purificação da água do Cuyahoga e dos seus sistemas de esgoto. E a previsão é de investir mais 5 bilhões nos próximos 30 anos para manter o bom estado de suas águas.
8. Canais de Copenhague (Dinamarca)
Mas nem sempre foi assim. Antes os canos que levavam a água da chuva para os rios e canais muitas vezes se misturavam com a rede de esgoto, transportando os dejetos para as águas. Além disso, o entorno do rio era uma área industrial, o que fazia com que boa parte do lixo da região fosse para os canais e rios.
Em 1991, no entanto, surgiu o plano de despoluição das águas e a remoção da área industrial ao redor do rio. Assim, as galerias pluviais foram reconstruídas, os reservatórios de água foram estabelecidos em pontos estratégicos da cidade para que a água da chuva se armazenasse em caso de tempestade e o encanamento dos esgotos foi melhorado. O lixo, por sua vez, passou a ser reciclado e incinerado.
Hoje os habitantes e turistas podem, até, tomar banho nas piscinas públicas artificiais criadas pelo governo.

quinta-feira, dezembro 19, 2013

Das Páginas para as Telas

    2014 já está criando muuuita expectativa à respeito dos filmes que serão lançados, cuja a história é baseada em livros. Teremos 3 adaptações de famosos livros que deixam a vontade de assistir cada vez maior. 


1- A Culpa é das Estrelas


     Ainda não li o livro propositalmente.         Estou lendo os livros do John Green (só falta mais um pra eu ler todos (: ) e deixarei para ler A Culpa é das Estrelas por último. Não criei nenhuma opinião antecipada ainda, pois não quero me decepcionar. 
Então nem procurei nenhuma informação sobre o filme, para não achar algum spoiler indesejado. 
Mas pelo o que dizem, o filme está sendo muuuito aguardado por todos aqueles que leram a obra antes.

2- A Menina Que Roubava Livros



     Assim como "A Culpa é das Estrelas" esse livro de Markus Suzak é um daqueles para ler e secar as páginas.   Está na lista das minhas compras para as férias pois também quero muuuito ler antes de sair o filme.


3- Divergente

     Divergente é uma das sagas que eu comecei e não tive curiosidade nenhuma de continuar. O primeiro livro nã me agradou tanto assim e achei a narrativa muito na 'vibe' de Jogos Vorazes só que bem pior.
 Espero que nas telas não seja tão entediante como no livro, mas acho difícil de acontecer :/

quarta-feira, dezembro 18, 2013

Novidades Nintendo

Foram divulgados hoje dois trailer oficiais de 2 jogos da Nintendo muito esperados para 2014.

Super Smash Bros


Mario Kart 8


fonte: http://artkillerreview.blogspot.com.br/

Não Trocaria um Sorvete de Flocos por Você


Hoje acordei e meu café da manhã foi simplesmente um sorvete de flocos *3*


Me lembrei dessa música fofa do Soulstripper : Não Trocaria um Sorvete de Flocos Por Você ;)